Covid-19 e Eventos Trombóticos: Prevenção e Tratamento Update

Clique aqui e veja o conteúdo do vídeo completo!

A COVID-19 pode evoluir com hipoxemia e síndrome respiratória aguda grave. A presença de doença cardiovascular (DCV) e diabetes aumenta o risco de formas graves da COVID-19. Por outro lado, pacientes com COVID-19 grave, mesmo sem histórico de DCV, têm um risco mais alto de complicações cardiovasculares graves, como miocardiopatia, doença tromboembólica e até tromboangeíte obliterante. A coagulopatia induzida pela sepse na COVID-19 causa uma trombose microvascular com grandes repercussões.

No vídeo do Dr. Eduardo Ramacciotti, cirurgião vascular da Santa Casa de São Paulo e da Universidade Loyola de Chicago (EUA), você vai encontrar uma discussão sucinta, abrangente e atualizada a respeito do tratamento dessas tromboses e do manuseio dos anticoagulantes para a DCV durante a pandemia de COVID-19.

O Dr. Ramacciotti explica os mecanismos envolvidos no risco trombótico de pacientes com COVID-19 e aponta os principais fatores de risco identificados nesse cenário para eventos como tromboembolismo venoso, infarto agudo do miocárdio, acidente cerebrovascular e a temida coagulação intravascular disseminada.

As anormalidades laboratoriais e da coagulação observadas no paciente com COVID-19 são também discutidas, com uma revisão bastante atualizada da literatura relacionada ao tema, incluindo as evidências mais recentes e as recomendações da Organização Mundial da Saúde e da Sociedade Internacional de Trombose e Hemostasia (ISTH) em termos de anticoagulação. A anticoagulação de pacientes com doença tromboembólica (sem a infecção viral) durante a pandemia de COVID-19 também é discutida em detalhes, com base nas evidências disponíveis.

Em relação às perspectivas futuras, mais dados derivados de estudos clínicos prospectivos e multicêntricos são necessários para o manejo adequado da COVID-19 e da trombose, inclusive quanto a novas estratégias e posologias para a anticoagulação. Nesse sentido, o Dr. Ramacciotti procura fazer uma distinção entre evidências sólidas e meras opiniões pessoais ou dados de estudos não controlados. A divulgação na imprensa leiga de informações desencontradas, sem evidências científicas mais consistentes, tem dificultado a adoção de protocolos confiáveis. Além disso, a aprovação de medicamentos com base em estudos não controlados aumenta o leque de opções, mas também as dúvidas sobre o uso de tais opções.

Assim, o renomado cirurgião vascular faz uma defesa contundente dos dados baseados em estudos bem delineados. Citando o eminente estatístico William E. Deming, lembra que “sem dados, você é apenas outra pessoa com uma opinião”.

20/10/2021

0 responses on "Covid-19 e Eventos Trombóticos: Prevenção e Tratamento Update"

Leave a Message

O seu endereço de e-mail não será publicado.

top
clannad-editora-cientifica2022 © Clannad Editora Científica. Todos os direitos reservados.